O ENSINO DE ROTEIRO NA GRADUAÇÃO EM CINEMA E AUDIOVISUAL

Autores

DOI:

https://doi.org/10.53450/2179-1465.RG.2021v12i2p209-226

Palavras-chave:

ensino de roteiro, ensino superior, ensino de cinema

Resumo

Este artigo apresenta os primeiros resultados de uma pesquisa que visa conhecer as estratégias pedagógicas adotadas nas disciplinas de roteiro ofertadas no ensino superior de Cinema e Audiovisual. Nesta primeira etapa da pesquisa, a metodologia adotada envolveu o mapeamento curricular dos cursos para o reconhecimento do perfil das disciplinas de roteiro. Levou-se em consideração a carga horária, a ementa e a bibliografia adotada. Com base nos dados obtidos, dispusemos os conteúdos das disciplinas de roteiro em três eixos temáticos: dramaturgia, escrita audiovisual e processos de criação, os quais serviram como categorias de análise do material pesquisado.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Joanise Levy, Universidade Estadual de Goiás

Doutora em Estudos Artísticos - Estudos Fílmicos e da Imagem, Universidade de Coimbra, e doutora em Literatura pela Universidade de Brasília. Mestre em Educação e graduada em Jornalismo pela Universidade Federal de Goiás. Professora e pesquisadora no curso de Cinema e Audiovisual da Universidade Estadual de Goiás, onde coordena o projeto de extensão Trama - Narrativas Audiovisuais e Criação de Roteiros. É roteirista e membro da Screenwriting Research Network.

Referências

BRASIL. Ministério da Educação. Cadastro e-MEC. Disponível em: https://emec.mec.gov.br/. Acesso em 15 jan. 2021.

BRECHT, Bertolt. A alma boa de Setsuan. Rio de Janeiro: Antunes, 1959.

BUSCOMBE, Edward. A ideia de gênero no cinema americano. In: RAMOS, Fernão (org.). Teoria contemporânea do cinema, volume II. São Paulo: Senac, 2005.

CAMPOS, Flavio de. Roteiro de cinema e televisão – a arte e a técnica de imaginar, perceber e narrar uma história. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2007.

COMPARATO, Doc. Da criação ao roteiro: teoria e prática. São Paulo, SP: Summus, 2009.

CÂNDIDO, Antonio et al. A personagem de ficção. São Paulo: Perspectiva, 2002.

CARRIÈRE, Jean-Claude. A linguagem secreta do cinema. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2006.

FIELD, Syd. Manual do roteiro. Rio de Janeiro: Objetiva, 1995.

GONÇALO, Pablo. O cinema como refúgio da escrita: roteiro e paisagens em Peter Handke e Wim Wenders. São Paulo: Annablume, 2016.

IBSEN, Henrik. Casa de bonecas. Alpes da Cantadeira: Livraria Veresas Editora, 1990.

MARAS, Steven. Screenwriting: history, theory and practice. London: Wallflower Press, 2009.

MCKEE, Robert. Story: substância, estrutura, estilo e os princípios da escrita de roteiros Chico Marés (Trad.). Curitiba: Arte & Letra, 2006.

MOSS, Hugo. Como formatar o seu roteiro: um pequeno guia de Master Scenes. Rio de Janeiro: Aeroplano, 2002.

MOURÃO, Maria Dora. Breve histórico da área do ensino de cinema e audiovisual. In: Cadernos do Forcine. São Paulo: Forcine, 2014.

NICHOLS, Bill. Introdução ao documentário. Mônica Saddy Martins (Trad.). Campinas, SP: Papirus, 2005.

NOGUEIRA, Luís. Géneros cinematográficos. LabCom, Universidade da Beira do Interior, Covilhã: 2010. Disponível em: https://labcom.ubi.pt/ficheiros/nogueira-manual_II_generos_cinematograficos.pdf. Acesso em: 10 mar. 2021.

PALLOTTINI, Renata. Introdução à dramaturgia. São Paulo: Ática, 1988.

_______. Dramaturgia: a construção do personagem. São Paulo: Ática, 1989.

_______. O que é dramaturgia. São Paulo: Brasiliense, 2005.

PIMENTA, Selma Garrido e ANASTASIOU, Léa das Graças Camargo. Docência no ensino superior. São Paulo: Cortez, 2002.

PRICE, Steven. A history of the screenplay. New York: Palgrave Macmillan, 2013.

PUCCINI, Sérgio. Roteiro de documentário: da pré-produção à pós-produção. Campinas: Papirus, 2009.

SHAKESPEARE, William. Macbeth. Manuel Bandeira (Trad.). São Paulo: Cosac & Naif, 2009.

SILVA, Luciana Rodrigues. O cinema digital e seus impactos na formação em Cinema e Audiovisual. 2012. 280p. Tese (Doutorado em Meios e Processos Audiovisuais). Curso de Pós-graduação em Meios e Processos Audiovisuais. Escola de Comunicação e Artes, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2012.

SÓFOCLES, Édipo Rei. In: Trilogia Tebana. Mario Gama Kury (Trad.) . São Paulo: Jorge Zahar, 1998.

STANISLAWSKI, Constantin. A construção da personagem. Pontes de Paula Lima (Trad.). 8 ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1996.

OSTROWER, Fayga. Criatividade e Processos de Criação. São Paulo: Vozes, 1997.

Downloads

Publicado

2021-11-04

Como Citar

LEVY, J. O ENSINO DE ROTEIRO NA GRADUAÇÃO EM CINEMA E AUDIOVISUAL. Revista GEMInIS, [S. l.], v. 12, n. 2, p. 209–226, 2021. DOI: 10.53450/2179-1465.RG.2021v12i2p209-226. Disponível em: https://www.revistageminis.ufscar.br/index.php/geminis/article/view/623. Acesso em: 29 maio. 2022.

Edição

Seção

Dossiê - Desafios, tendências e pesquisas. Roteiros Audiovisuais