[1]
L. Santiago e A. Almas, “Audiovisual de não-ficção como conteúdo de marca: o caso do filme em 360 graus Amazônia adentro”., GEMInIS, vol. 9, nº 2, p. 107-116, nov. 2018.