Quests em World Of Warcraft como estrutura narrativa seriada

  • Jônatas Kerr de Oliveira UFSCar
  • João Massarolo
Palavras-chave: Quests, Narrativa Seriada, Jogos Eletrônicos.

Resumo

Assumindo que as quests em World of Warcraft funcionam como uma estrutura narrativa dentro do jogo, busca-se verificar se esta estrutura apresenta características que possam caracterizá-la como uma narrativa seriada. Para tal, é feita uma análise das principais características da narrativa seriada televisiva, assim como da estrutura de quests, para verificar a viabilidade de tal aproximação. Sendo a estrutura narrativa de quests em MMORPGs uma estrutura narrativa seriada, abre-se um grande leque de possibilidades, tanto para as análises teóricas dos videogames, utilizando o ferramental adaptado, como para os game designers utilizarem este referencial para acrescer detalhes aos mundos ficcionais criados.

Biografia do Autor

Jônatas Kerr de Oliveira, UFSCar
Foi professor substituto do Depto. de Artes e Comunicação (DAC) da UFSCar. Mestre em Imagem e Som pelo PPGIS - UFSCar.
João Massarolo
Cineasta, professor universitário, Doutor em Cinema e Audiovisual pela USP. É professor associado do Departamento de Artes e Comunicação da Universidade Federal de São Carlos – UFSCar, desde 1992 e, atualmente, coordena o Grupo de Estudos em Mídias Interativas em Imagem e Som.

Referências

ALLEN, Robert. Introduction. In: To Be Continued… Soap operas around the world.

ALLEN, Robert (Org.). London: Routledge, 1995. pp. 1-26.

ALLRATH, G.; GYMNICH, M.;SURKAMP, C. Introduction: Towards a Narratology of TV Series. In: ALLRATH, Gaby; GYMNICH, Marion. Narrative Strategies in Television Series. Hampshire and New York: Palgrave Macmillan, 2005. pp. 1-46p.

COSTIKYAN, G. Games, storytelling, and breaking the string. In: HARRIGAN, P.; WARDRIP-FRUIN, N. (Org.). Second person: Roleplaying and Story in Playable Media. Cambridge: MIT Press, 2007. Disponível em: <http://www.electronicbookreview.com/thread/firstperson/storyish>. Acesso em 25 set. 2009.

FURTADO, Filipe. Cliff-hanger. E-Dicionário de Termos Literários, coord. de Carlos Ceia, 2009. Disponível em: <http://www.fcsh.unl.pt/edtl>. Acesso em 25 set. 2009.

HAGEDORN, Roger. Doubtless to be continued: A brief history of serial narrative. In: ALLEN, Robert (Org.). To Be Continued… Soap operas around the world. London: Routledge, 1995. pp. 27-48.

HERMAN, David. Basic Elements of Narrative. Wiley-Blackwell: Oxford, 2009.

JENKINS, Henry. Game Design as Narrative Architecture. In Pat Harrington and Noah Frup-Waldrop (Eds.) First Person. Cambridge: MIT Press, 2002. Disponível em: <http://web.mit.edu/cms/People/henry3/games&narrative.html>. Acesso em 18 set. 2009.

KRZYWINSKA, Tanya. Arachne Challenges Minerva: The Spinning Out of Long Narrative in World of Warcraft and Buffy the Vampire Slayer. 2007. Disponível em: <http://hdl.handle.net/2438/1058>. Acesso em 28 jan. 2010

MATEAS, Michael. Interaction and Agency. 2003. Disponível em: <http://grandtextauto.org/2003/08/06/interaction-and-agency/#comments>. Acesso em 28 jan. 2010

NITSCHE, Michael. Video Game Spaces. Image, Play, and Structure in 3D Worlds. Cambridge: MIT Press. 2008.