O FIM DO MUNDO NO YOUTUBE

UMA CARTOGRAFIA DO IMAGINÁRIO TRANSMIDIÁTICO

  • Lucia Leão PUC-SP
  • Patricia Campana USP
  • Mauricio Pontes Esposito PUC-SP
Palavras-chave: Produções audiovisuais, Narrativas transmidiáticas, Cartografia de imaginários

Resumo

Como o imaginário transmidiático relacionado ao tema do fim do mundo se configura nos discursos científicos vinculados através da plataforma do YouTube? No contexto das produções audiovisuais e transmidiáticas, o fim do mundo, enquanto imagem e narrativa, se apresenta enquanto um dos mais profícuos temas impulsionando produções tanto no campo do entretenimento como no âmbito da divulgação científica. Este artigo visa analisar e desenvolver uma cartografia acerca da presença do tema nos discursos científicos na plataforma YouTube, nas discussões em redes e seus desdobramentos em narrativas transmídia. A pesquisa adota o método de cartografia dos imaginários (Leão) e articula reflexões sobre imagens, imaginário e narrativas transmídia em redes (Castells).

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Lucia Leão, PUC-SP
Doutora em Comunicação e Semiótica pela PUC-SP, Pós-doutorado em Artes pela UNICAMP, professora da Pós-Graduação em Comunicação e Semiótica e do Curso de Comunicação em Multimeios da PUC-SP. Coordena o Grupo de Pesquisa em Comunicação e Criação nas Mídias, certificado pelo CNPq.
Patricia Campana, USP
Física, com Mestrado e Doutorado em Ciências (Instituto de Física de São Carlos, USP), é professora MS3-II na Escola de Artes, Ciências e Humanidades (USP). Coordena o Grupo CNPq Grupo de Biomateriais e Espectroscopia (BMEspec), e também atua em divulgação científica. É membro do grupo de pesquisa Comunicação e Criação nas Mídias, da PUC-SP.
Mauricio Pontes Esposito, PUC-SP
Doutorando em Comunicação e Semiótica pela PUC-SP, bolsista pelo CNPq, Mestre em Ciências da Comunicação pela ECA/USP, Bacharel em Ciências da Comunicação, Habilitação em Jornalismo, pela ECA/USP. É membro do grupo de pesquisa Comunicação e Criação nas Mídias, da PUC-SP.

Referências

BENKLER, Yochai. The wealth of networks – how social production transforms markets and freedom. New Haven e Londres: Yale University Press: 2006.
CASTELLS, Manuel. O poder da comunicação. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2015.
DANOWSKI, Déborah, e CASTRO, Eduardo Viveiros de. Há mundo por vir?: Ensaio sobre os medos e os fins. Florianópolis: Cultura e Barbárie/Instituto Socioambiental, 2014.
ELIADE, Mircea. Mito e realidade. São Paulo: Perspectiva, 1998.
FRIEDRICH, Otto. O fim do mundo. São Paulo, Record, 2000.
GUAZZELLI, C. A. B.; DOMINGOS, C. S. M.; BECK, J. O.; QUINSANI, R. H. (Org.). Fim do mundo: guerras, destruição e apocalipse na história do cinema. Porto Alegre: Argonautas, 2012.
LEÃO, Lucia. O labirinto da hipermídia: arquitetura e navegação no ciberespaço. São Paulo: Iluminuras, 2002.
LEÃO, Lucia. "Paradigmas dos processos de criação em mídias digitais: uma cartografia". In: V!RUS, São Carlos, n. 6. 2011.
LEÃO, Lucia. Processos do imaginário. São Paulo: Képos, 2016.
SONTAG, Susan. Contra a interpretação. São Paulo: L&PM, 1987.
WELBOURNE DJ, Grant WJ. Science communication on YouTube: Factors that affect channel and video popularity. Public Understanding of Science 25: 706–718, 2015.
Vídeos
O Fim de Tudo (Nerdologia). Disponível em: <>. Acesso em: 14 fev. 2019.
“How will the Universe end?” (Royal Observatory Greenwich). Disponível em: <>. Acesso em: 14 fev. 2019.
“Three Ways to Destroy the Universe” (Kurzgesagt – In a Nutshell). Disponível em: << https://youtu.be/4_aOIA-vyBo>>. Acesso em: 14 fev. 2019.
Publicado
2019-04-07
Como Citar
LEÃO, L.; CAMPANA, P.; ESPOSITO, M. O FIM DO MUNDO NO YOUTUBE. Revista GEMInIS, v. 9, n. 3, p. 26-39, 7 abr. 2019.