NARRATIVA COMPLEXA, NEOBARROCO E CULTURA PARTICIPATIVA:

UM ESTUDO A PARTIR DA SÉRIE DE TELEVISÃO MR. ROBOT

Palavras-chave: cultura participativa, complexidade narrativa, neobarroco, televisão, fãs

Resumo

Este artigo tem como objeto de estudo a série televisiva Mr. Robot. Questiona-se como a série desponta como exemplo de narrativa capaz de oferecer uma experiência participativa por meio de recursos complexos e de uma estética neobarroca. A partir disso, o trabalho faz uma reflexão narratológica e considera tais elementos constitutivos do programa como parte de um projeto que tem como princípio a busca por um engajamento profundo. O trabalho busca compreender a utilização de artifícios que incitam a participação da audiência, tendo em vista a progressão do estudo de narrativas complexas na atualidade

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Natália Santos Dias, Universidade Federal de Goiás
Graduanda do curso de Comunicação Social com habilitação em Publicidade e Propaganda da Faculdade de Informação e Comunicação (FIC) da Universidade Federal de Goiás (UFG). Foi voluntária de Iniciação Científica, na área de Linguística, Letras e Artes com plano de trabalho com ênfase em estudos narratológicos e práticas participativas.
Rodrigo Cássio Oliveira, Universidade Federal de Goiás
Professor da Universidade Federal de Goiás, onde atua no curso de Comunicação Social - Bacharelado em Publicidade e Propaganda, da Faculdade de Informação e Comunicação, e no Programa de Pós-Graduação Interdisciplinar em Performances Culturais (Mestrado e Doutorado), da Faculdade de Ciências Sociais.

Referências

ADORNO, Theodor; HORKHEIMER, Max. Dialética do Esclarecimento: fragmentos filosóficos. Tradução de Guido Antonio de Almeida. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2006.

AKASS Kim, MCCABE Janet (Orgs.). Quality television. Contemporary American television and beyond. New York: I.B.Tauris & Co Ltd, 2007.

ASKWITH, Ivan D. Television 2.0: Reconceptualizing TV as an Engagement Medium. 174 f. Dissertação (Mestrado em Ciência em Estudos de Mídia Comparativa). Massachusetts Institute of Technology, Massachusetts, 2007. Disponível em: <http://cmsw.mit.edu/television-2-0-tv-as-an-engagement-medium/>. Acesso em: 24 set. 2017.

AUMONT, Jacques. De um quadro e a outro: a borda e a distância. In: ______. O Olho Interminável: cinema e pintura. São Paulo: Cosac Naify, 2004, p. 109-38.

ÁVILA, Affonso. O Lúdico e as Projeções do Mundo Barroco. São Paulo: Perspectiva, 1971.

BAUDRY, Jean-Louis. L’Effet Cinéma. Paris: Éditions Albatros, 1978.

BORDWELL, David. La actividad del observador. In: ______. La Narración en el cine de ficción. Barcelona/Buenos Aires/México: Editorial Paidós, 1996, p. 29-47.

BORDWELL, David; STAIGER, Janet; THOMPSON, Kristin. The Classical Hollywood Cinema: film style and more of production to 1960. New York: Columbia University Press, 1985.

CALABRESE, Omar. La era neobarroca. Madrid: Cátedra, 1999.

CAMPOS, Haroldo de. Barroco, Neobarroco, Transbarroco. In: DANIEL, Cláudio. Jardim de Camaleões: a poesia neobarroca na América Latina. São Paulo: Iluminuras, 2004. (Prefácio.)

DEBORD, Guy. A sociedade do espetáculo. Tradução de Estela dos Santos Abreu. Rio de Janeiro: Contraponto, 1997.

ECHEVERRÍA, Bolívar. La Modernidad de lo barroco. México D.F.: Ediciones Era, 2011.

ESMAIL, S. Mr. Robot. Prod. Universal Cable Productions, Anonymous Content, Esmail Corp. 2015 (Em produção.)

FRAGOSO, Suely; RECUERO, Raquel; AMARAL, Adriana. Métodos de pesquisa para internet. Porto Alegre: Sulina, 2011.

GRANDIO, María del Mar; BONAUT, Joseba. Transmedia audiences and television fiction: A comparative approach between Skins (UK) and El Barco (Spain). Participations Journal of Audience & Reception Studies, vol. 9, ed. 2, p. 585 – 574, nov. 2012.

IMDB – Internet Movie Database. Disponível em: <http://www.imdb.com/>. Acesso em: 03 de jul. 2018.

ISL. NBC UNIVERSAL Mr. Robot. Disponível em: <https://isl.co/case-studies/mr-robot/>. Acesso em: 23 set. 2017.

JENKINS, Henry. Cultura da convergência. São Paulo: Aleph, 2009.

__________. Transmedia 202: Further Reflections. [s.l.]: Confessions of an Aca-Fan, 2011. Disponível em: <http://henryjenkins.org/2011/08/defining_transmedia_further_re.html/>. Acesso em: 03 de jul. 2018.

______. Textual poachers: television fans & participatory culture. New York; London: Routledge, 1992.

LÉVY, Pierre. Cibercultura. São Paulo: Ed. 34, 1999.

LIMA, José Lezama. La Expresión Americana. Edição por Irlemar Chiampi. México: FCE, 2005.

MITTELL, Jason. Complexidade narrativa na televisão americana contemporânea. Revista MATRIZes, São Paulo, n. 2, p. 29-52 , jan./jun. 2012.

_______. Complex TV: The Poetics of Contemporary Television Storytelling. New York: University Press. 2015.

_______. To Spread or to Drill? [s.l.]: Just TV, 2009. Disponível em:

<http://justtv.wordpress.com/2009/02/25/to-spread-or-to-drill/>. Acesso em: 18 set. 2017.

_______. Forensic Fandom And The Drillable Text [s.l.]: Spreadable

Media, 2009. Disponível em: <http://spreadablemedia.org/essays/mittell/#.Whv6ELQ-ei5/>. Acesso em: 22 out. 2017.

MUNGIOLI, Maria Cristina Palma; PELEGRINI, Christian. Narrativas complexas na

ficção televisiva. In: Revista Contracampo, vol. 26, n. 1, 2013. p. 21-37.

NDALIANIS, Angela. Neo-Baroque Aesthetics and Contemporary Entertainment. London: MIT Press, 2004.

SARDUY, Severo. Obra Completa: edición crítica. Organização de Gustavo Guerrero e François Wahl. Madrid; Buenos Aires: ALLCA, 1999.

SILVA, Marcel Vieira Barreto. Cultura das séries: forma, contexto e consumo de ficção seriada na contemporaneidade. In: Galáxia. Revista do Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Semiótica. ISSN 1982-2553, [S.l.], n. 27, jun. 2014. Disponível em: <https://revistas.pucsp.br/index.php/galaxia/article/view/15810>. Acesso em: 29 set. 2017.

SMITH, Aaron. Transmedia Storytelling In Television 2.0. Strategies for Developing Television Narratives Across Media Plataforms. Disponível em: <http://sites.middlebury.edu/mediacp/files/2009/06/Aaron_Smith_2009.pdf/>. Acesso em: 24 set. 2017.

XAVIER, Ismail. O Discurso Cinematográfico: a opacidade e a transparência. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2005.

WÖLFFLIN, Heinrich. Conceitos fundamentais da história da arte: o problema da evolução dos estilos na arte mais recente. São Paulo: Martins Fontes, 2000.

WÖLFFLIN, Heinrich. Renascença e Barroco: estudo sobre a essência do estilo barroco e a sua origem na Itália. Tradução de Mary Amazonas Leite de Barros e Antonio Steffen. São Paulo: Perspectiva, 2010.

ZACCONE, Emanuela. TV series and Social Network marketing: The Audiovisual Text as a Wider Experience, In: M. Pérez Gómez (org.). Previously On: Interdisciplinary studies on TV Series in the Third Golden Age of Television. Sevilla: Frame, 2011, p. 387-403.

Publicado
2019-07-19
Como Citar
SANTOS DIAS, N.; CÁSSIO OLIVEIRA, R. NARRATIVA COMPLEXA, NEOBARROCO E CULTURA PARTICIPATIVA:. Revista GEMInIS, v. 10, n. 1, p. 89-110, 19 jul. 2019.