ANÁLISE FÍLMICO-COMPREENSIVA DA NARRATIVA SERIADA: UMA PROPOSTA METODOLÓGICA PARA LER O IMAGINÁRIO EM SÉRIES DE TV

  • Larissa Lauffer Reinhardt Azubel PUCRS
Palavras-chave: Comunicação, Metodologia, Imaginário, Séries de Televisão, Análise Fílmico-Compreensiva da Narrativa Seriada.

Resumo

Neste artigo trazemos uma síntese da proposta metodológica desenvolvida em nossa tese de doutorado, que versou sobre a manifestação do imaginário pós-moderno em uma série de televisão com a temática de contos de fada. Apresentamos o que denominamos de Análise Fílmico-Compreensiva da Narrativa Seriada (AFCNS), a partir de pressupostos da Análise Fílmica (Casseti; Di Chio) e da Sociologia Compreensiva (Maffesoli), como uma forma de cartografar e compreender o imaginário hodierno, a partir da análise de séries de TV.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Larissa Lauffer Reinhardt Azubel, PUCRS
Doutora em Comunicação Social pela PUCRS, na linha de Práticas culturais nas mídias, comportamentos e imaginários da sociedade da comunicação (bolsa CNPq). Desenvolveu estágio sanduíche, com bolsa PDSE, na Université Paul-Valéry - Montpellier 3 (UPVM). Pesquisa as séries televisivas e os contos de fada na mídia como tecnologias do imaginário, no contexto pós-moderno. 

Referências

AZUBEL, Larissa. Uma série de contos e os contos em série: o imaginário pós-moderno em Once Upon a Time. Tese (Doutorado em Comunicação Social). Programa de Pós-Graduação em Comunicação Social da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul. Porto Alegre, 2017.

CASETTI, Francesco; Di CHIO, Federico. Cómo analisar un film. Barcelona: Paidós, 2013.

DURAND, Gilbert. As estruturas antropológicas do imaginário. São Paulo: Martins Fontes, 2002.

______.O imaginário: Ensaio acerca das ciências e da filosofia da imagem. Rio de Janeiro: Difel, 1998.

ESQUENAZI, Jean-Pierre. As séries televisivas. Lisboa: Texto & Grafia, 2011

JENKINS, Henry. Cultura da convergência. São Paulo: Aleph, 2009.

JOST, François. Do que as séries americanas são sintoma. Porto Alegre: Sulina, 2012.

MACHADO, Arlindo. A televisão levada a sério. São Paulo: SENAC, 2014.

MACHADO, Jorge. Roteiro de cinema: Vocabulário do roteirista. Disponível em: http://www.roteirodecinema.com.br/manuais/vocabulario.htm. Acesso em: 10 set. 2016.

MAFFESOLI, Michel. O instante eterno: O retorno do trágico nas sociedades pós-modernas. São Paulo: Zouk, 2003.

______. O conhecimento comum: Introdução à sociologia compreensiva. Porto Alegre: Sulina, 2010.

PROPP, Vladimir. Morfologia do conto maravilhoso. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 1984.

ONCE Upon a Time: A primeira temporada completa. [Série-vídeo]. Produção de Adam Horowitz, Edward Kitsis e ABC Studios. Estados Unidos, 2012. 5 DVDs (947 min). color. son.

ONCE Upon a Time: Pilot. [Episódio-vídeo – S01E01]. Produção de Adam Horowitz, Edward Kitsis e ABC Studios. Estados Unidos, 2012a. 1 DVD (43 min). color. son.

PENAFRIA, Manuela. Análise de filmes: Conceitos e metodologia (s). In: VI Congresso SOPCOM, 6, 2009, Lisboa. Anais eletrônicos... Lisboa, SOPCOM, 2009. Disponível em: http://www.bocc.uff.br/pag/bocc-penafria-analise.pdf. Acesso em: 18 ago. 2016.

SILVA, Juremir. As tecnologias do imaginário. Porto Alegre: Sulina, 2012.

SILVA, Marcel. Cultura das séries: Forma, contexto e consumo de ficção seriada na contemporaneidade. Galáxia, n. 27, p. 241-52, jun. 2014. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/gal/v14n27/20.pdf. Acesso em: 10 set. 2016.

Publicado
2018-11-20
Como Citar
AZUBEL, L. ANÁLISE FÍLMICO-COMPREENSIVA DA NARRATIVA SERIADA: UMA PROPOSTA METODOLÓGICA PARA LER O IMAGINÁRIO EM SÉRIES DE TV. Revista GEMInIS, v. 9, n. 2, p. 29-45, 20 nov. 2018.
Seção
Espaço Convergente