EXISTE JORNALISMO TRANSMÍDIA? CONSIDERAÇÕES SOBRE O REÚSO DE CONCEITOS.

  • MÁRCIO CARNEIRO DOS SANTOS Universidade Federal do Maranhão - Laboratório de Convergência de Mídias - LABCOM http://orcid.org/0000-0002-0663-1300
Palavras-chave: Narrativa transmídia, jornalismo transmídia, realidade virtual

Resumo

Guiados pela ontologia sistêmica, mapeamos os traços característicos da categoria narrativa denominada de transmídia, oriunda da indústria do entretenimento. Problematizamos a transposição do conceito para o campo do jornalismo. Argumentamos que a simples utilização de plataformas de mídias sociais, mesmo que de forma inovadora, não é suficiente para concretizar o reúso e apontamos nichos onde uma possível narrativa jornalística transmídia possa estar sendo desenvolvida, entre eles, os produtos do jornalismo imersivo, as ações com o uso de realidade aumentada, os newsgames, os experimentos utilizando sensores e internet das coisas (IoT) e em alguns aplicativos de segunda tela.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

MÁRCIO CARNEIRO DOS SANTOS, Universidade Federal do Maranhão - Laboratório de Convergência de Mídias - LABCOM
Doutor em Tecnologias da Inteligência e Design Digital pela PUC-SP. Professor do Departamento de Comunicação Social da UFMA na área de Jornalismo em Redes Digitais. Bolsista de Produtividade do CNPq em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação - Nível DT 2 - Coordenador do LABCOM - Laboratório de Convergência de Mídias e do Grupo TECND - Tecnologia e Narrativas Digitais.

Referências

DI DIACOMO, Fred. Como surgiram os newsgames no núcleo jovem. 2016. Disponível em https://super.abril.com.br/blog/newsgames/como-surgiram-os-newsgames-no-nucleo-jovem/ . Acessado em 01/10/2017.

ECO, Umberto. Sobre os espelhos e outros ensaios. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1989.

GENETTE, Gerárd. Paratextos Editoriais. Tradutor: Álvaro Faleiros. Editora: Ateliê Editorial, Cotia, 2009.

GOSCIOLA, Vicente. Roteiro para as novas mídias. São Paulo: Sena, 2010.

_________________. Narrativa Transmídia e Videogames. Palestra proferida durante a XII Semana de Comunicação , 30/05/2012. São Luís – MA.

MASCARELLO, Fernando. Cinema hollywoodiano contemporâneo. In:

MASCARELLO, F. (Org.). História do Cinema Mundial. Campinas: Papirus, 2006.

MURRAY, Janet. Hamlet no Holodeck. São Paulo: Itau Cultural/Unesp, 2003.

JENKINS, Henry. Fans, Bloggers, and Gamers: Exploring Participatory Culture. New York: New York University Press, 2006a.

______________. Convergence Culture: Where Old and New Media Collide. New York: New York University Press, 2006b.

______________. Transmedia Storytelling 101, 2007. Disponível em http://henryjenkins.org/2007/03/transmedia_storytelling_101.html#sthash.gSETwxQX.dpuf . Acessado em 30/09/2017.

PRATTEN, Robert. Getting starting in transmedia storytelling. Transmidia Storiteller, 2015. Disponível em http://www.tstoryteller.com/getting-started-in-transmedia-storytelling . Acessado em 30/03/2017.

SANTOS, MÁRCIO. O trailer, o filme e a serialidade no modelo dos blockbusters do cinema hollywoodiano contemporâneo. In: Revista Geminis. Dossiê Ficção Audiovisual Seriada. V.1, Nº 1, 2010, págs. 299-316. Disponível em: http://www.revistageminis.ufscar.br/index.php/geminis/article/view/24 . Acessado em 01/10/2017.

_________________. Comunicação Digital e Jornalismo de Inserção. São Luis: Labcom Digital, 2016. Disponível em http://www.labcomdata.com.br/publicacoes/ . Acessado em 01/10/2017.

Publicado
2017-12-18
Como Citar
SANTOS, M. EXISTE JORNALISMO TRANSMÍDIA? CONSIDERAÇÕES SOBRE O REÚSO DE CONCEITOS. Revista GEMInIS, v. 8, n. 3, p. 136-149, 18 dez. 2017.