Crossover no Universo Marvel: estudo do caso sobre a série luke cage

Letícia Passos Affini, Laís Maria Fermino de Souza

Resumo


O Universo Cinematográfico Marvel é dado a partir da conexão das narrativas disponibilizadas em diferentes plataformas midiáticas. Desse modo, são ofertados produtos diferenciados e inovadores ao consumidor. Nesse cenário, busca-se responder a seguinte pergunta: quantos elementos crossover aparecem no primeiro episódio da primeira temporada da série Luke Cage? Estabeleceu-se como metodologia a pesquisa bibliográfica e a aplicação do estudo do caso proposto por Robert K. Yin (2010). Constatou-se a ocorrência de oito elementos crossover, estes articulam tramas distintas. Destaca-se no estudo a incorporação da experiência on demand como parte da expansão do universo ficcional Marvel.

Palavras-chave


Narrativa transmídia; Crossover; Audiovisual; Netflix; Marca

Texto completo:

PDF

Referências


ABC, Marvel: 75 Years From Pulp to Pop! Disponível em: Acesso em: 23 maio 2017.

BOLTER, J. D.; GRUSIN, R. Remediation: understanding new media. Cambridge, Massachussets, 2000.

BORDWELL, D. Narration in the Fiction Film. Madison: University of Wisconsin Press, 1985.

BOTSMAN, R; ROGERS, R. O que é meu é seu: como o consumo colaborativo vai mudar o nosso mundo. Porto Alegre: Bookman, 2011.

FACEBOOK, Netflix. Disponível em: Acesso em: 28 maio 2017.

GIL, A. C. Como elaborar projetos de pesquisa. 5. ed. São Paulo: Atlas, 2010.

GUERRERO-PICO, M. y SCOLARI, C.A. (2016). Narrativas transmedia y contenidos generados por los usuarios: el caso de los crossovers. Cuadernos.info, (38), 183-200. doi: 10.7764/cdi.38.760.

JENKINS, H. Cultura da Convergência. São Paulo: Ed. Aleph, 2008.

JOHNSON, S. Everything Bad Is Good for You: How Today’s Popular Culture Is Actually Making Us Smarter. New York: Riverhead Books, 2005.

KOTLER, P. Marketing 3.0: as forças que estão definindo o novo marketing centrado no ser humano. Rio de Janeiro: Elsevier, 2010.

KULESKA, J.; BIBBO, U. S. A televisão a seu tempo: Netflix inova com produção de conteúdo para o público assistir como e quando achar melhor, mesmo que seja tudo de uma vez. Revista de Radiodifusão, v.7. n. 8. P;44-51. Disponível em: . Acesso em: 22 maio 2017.

LADEIRA, J. M. Negócios de audiovisual na internet: uma comparação entre Netflix, Hulu e iTuner-Apple TV, 2005-2010. Revista Contracampo, Niterói, v. 26, n.1, p.145-163, 2013.

LÉVY, P. A inteligência coletiva: por uma antropologia do ciberespaço. São Paulo: Loyola, 1998.

MARVEL. About Marvel. Disponível em: Acesso em: 23 maio 2017.

MITTEL, J. Complexidade narrativa na televisão americana contemporânea. MATRIez, Ano 5 – nº 2 jan./jun. 2012. São Paulo, p. 29-52

NETFLIX. Sobre a Netflix. Disponível em: < https://media.netflix.com/pt_br/about-netflix>. Acesso em: 23 maio 2017.

PESCATORE, G.; INNOCENTI, V. Changing series: Narrative models and the role of the viewer in contemporary television seriality. Università di Cagliari, Between Journal, Vol 4, n. 8, 2015. Disponível em: . Acesso em 10 dez. 2016.

PRIMO, A. Interação mediada por computador: comunicação, cibercultura, cognição. Porto Alegre: Sulina, 2007.

SEMPRINI, A. A marca pós-moderna: Poder e Fragilidade da Marca na Sociedade Contemporanea. 2. Ed. – São Paulo: Estação das Letras e Cores, 2010.

SILVA, M. V. B. Cultura das séries: forma, contexto e consumo de ficção seriada na contemporaneidade. Disponível em:. Acesso em: 23 maio 2017.

TRANSMIDIA STORYTELLER. Types of Transmidia. Disponível em: Acesso em: 23 maio 2017.

VOLLMER, C.; PRECOURT, G. Sempre ligado! : propaganda, marketing e mídia em uma era controlada pelo consumidor. Porto Alegre: Bookman, 2010.

YIN, R. Estudo de caso: planejamento e métodos. 4. ed. Porto Alegre: Bookman, 2010.

YOUTUBE. Netflix Brasil. Estudar ou não estudar, eis a questão. Disponível em Acesso em: 23 maio 2017.

_________. Sense8 na Parada do Orgulho LGBT de São Paulo. Disponível em: Acesso em: 23 maio 2017.

_________. Orange Is The New Black - Inês Brasil em Litchfield. Disponível em: Acesso em: 23 maio 2017.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 Letícia Passos Affini, Laís Maria Fermino de Souza

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

ISSN: 2179-1465    |    Qualis: B2    |    Indexada em: SEER -  Periódicos CAPES -  DOAJ -  LivRe! -  LatindexDRJI - Diadorim - Sumários