TV Brasileira: novo século, novos modelos de negócio

Fernando Carlos Moura

Resumo


Analisar o avanço do consumo não linear de conteúdos audiovisuais e, nesse marco, estabelecer quais são as estratégias das emissoras brasileiras, seja na TV aberta ou na TV paga, para assegurar as audiências. Ainda, discutir que tipos de planos de negócios têm sido implantados por elas para concorrer direta e indiretamente com os serviços de VoD (Video-on-Demand) e OTT (Over-the-Top), que crescem a cada dia mediante a distribuição de conteúdos por meio de plataformas audiovisuais, tanto nacionais como internacionais conformando o ecossistema da TV Everywhere.

Palavras-chave


Televisão aberta. Modelo de negócio. OTT; VoD. TV Everywhere. TV broadcast

Texto completo:

PDF

Referências


ANATEL. Disponível em: http://www.anatel.gov.br/institucional/ultimas-noticiass/1587-tv-paga-registra-queda-de-10-mil-assinantes-em-marco Acesso em: 14/07/2017.

BRASIL. Presidência da República. Secretaria de Comunicação Social. Pesquisa brasileira de mídia 2015: hábitos de consumo de mídia pela população brasileira. Brasília : Secom, 2014.

BRASIL. Presidência da República. Secretaria de Comunicação Social. Pesquisa brasileira de mídia 2016: hábitos de consumo de mídia pela população brasileira. Brasília : Secom, 2016.

BOURDIEU, P. La Distinction: Critique sociale du jugement. Paris: Les Éditions de Minuit. 1972.

_________. Raisons Pratiques. Paris: Éditions du Seuil. 1994.

_________. The aristocracy of culture. In D. Miller (Ed.), Consumption, critical concepts in the social sciencies (p. 239-245). London: RouHedge, 2001.

CARLON, M. Contrato e fundação, poder e midiatização: notícia do front sobre a invasão do YouTube, ocupação dos barbaros. In MATRIZes, Revista do Progama de Pós-Graduação em Ciências da Comunicação da Universidade de São Paulo , nº 1. (jan/jul. 2013) São Paulo. ECA/USP. 2013. 121 p.

GAIO, F. Globo coloca radiodifusão em xeque. Disponível em: http://www.panoramaaudiovisual.com.br/noticias/2015-10-globo-coloca-radiodifusao-em-xeque-20472 Acesso em: 1 de novembro de 2015

HOUAISS, A.; VILLAR, M.; FRANCO, F. Dicionário Houaiss da língua portuguesa. Rio de Janeiro: Objetiva, 2009. 329 p.

MACHADO FILHO, Francisco. Uma nova visão para a televisão local. Revista da SET, Nº 160, São Paulo, p 28-30. Junho de 2016

MOURA, F. Gustavo Ramos de Globosat: Globosat Play reunirá todos los productos VOD de la empresa, Revista Produ, Miami. 16/5/2014. Disponível em: http://www.produ.com/tecnologia/noticia.html?idnoti=117247. Acesso em: 16 de novembro de 2015

______________. Antonio Guerreiro de Rede Record: Lanzamos nuestro servicio de OTT en Brasil, Revista Produ, Miami, 26/7/2015. Disponível em: http://www.produ.com/tecnologia/noticia.html?idnoti=128950 . Acesso em: 16 de novembro de 2015

_______. Base de clientes da TV por Assinatura deve chegar aos 20 milhões em 2014. Revista da SET, Nº144, São Paulo, p. 62-68. Agosto 2014

_______. Copa do Mundo em 4K por espectro. Revista da SET, Nº144, São Paulo, p. 46 - 58. Agosto 2014

_______. TV por Assinatura continua gerando valor na indústria. Revista da SET, Nº161, São Paulo, p. 42 - 45. Junho 2016

_______. TV Everywhere: La diversificación de la oferta da TV por suscripción. Revista PRODU, Miami, p.16-18. Fevereiro 2016

_______. NAB 2017: Números, análises e algoritmos em Las Vegas. Revista da SET, Nº170, São Paulo, p. 10 - 34. Junho 2017

OROZCO, G. Televisão: Causa e efeito de si mesma. In (Org.) CARLON, M.; FECHINE, Y. O fim da televisão. Rio de Janeiro. Confraria do Vento. 101 p.2014

_______. “Professores e meios de comunicação: desafios e estereótipos”, in Comunicação & Educação, Nº 10 CCA-ECA-USP/Moderna, São Paulo, p.54-58. 1997

RAMS, C. “Industrializar e compartilhar” nas empresas de M&E. Revista da SET, Nº 133, São Paulo. Disponível em: http://www.set.org.br/artigos/ed133/ed133_pag80.asp . Acesso em: 15 de novembro de 2015

SARTORI, G. Homo Videns – Televisão e Pós-pensamento (S. Neto, Trans.). Lisboa: Ed. Terramar, 2000

SILIGIANO, D. A fórmula criativa da Netflix. Revista da SET, Nº 150, São Paulo, p.94-96 Abril 2015

VERÓN, E. La semiosis social. Fragmentos de una teoría de la discursividad. Barcelona: Gedisa, 1996.

WOLF, M. Teorias da Comunicação. 5a ed. Lisboa: Editorial Presença, 2013.

______. Los Efectos Sociales de los Media (Libro de Bolsillo ed.). Madrid: Alianza Editorial, 2000.

WOLTON, D. Elogio do Grande Público: Uma teoria crítica da televisão. Porto: Editorial Asa, 2013.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 Fernando Carlos Moura

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

ISSN: 2179-1465    |    Qualis: B2    |    Indexada em: SEER -  Periódicos CAPES -  DOAJ -  LivRe! -  LatindexDRJI - Diadorim - Sumários