VOD: o bom e velho mercado de vídeo doméstico

Palavras-chave: Regulação, políticas culturais, indústria audiovisual, vídeo por demanda, vídeo domestico

Resumo

Este artigo procura abordar o atual tema do vídeo sob demanda (VOD), relacionando-o com o mercado de vídeo doméstico e tentando determinar quais seriam as implicações em termos de política cultural que poderiam decorrer desta relação, caso esta fosse a abordagem institucional da ANCINE.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Gabriel Fliege de Lucena Stuckert, ANCINE
Graduado em Direito pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1998), é Mestre em Direito e Políticas Públicas pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro - UNIRIO (2016), além de pós-graduado em Regulação Econômica do Audiovisual pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2009) e em Direito Civil e Processo Civil pela Universidade Gama Filho (2004). Atualmente é Especialista em Regulação da Agência Nacional do Cinema (desde 2006).

Referências

ANCINE. Notícia Regulatória - Comunicação Audiovisual sob Demanda, Disponível em: http://www.ancine.gov.br/sites/default/files/consultas-publicas/not%C3%ADcia%20regulat%C3%B3ria%20CAvD%20para%20Consulta%20P%C3%BAblica.pdf. Acesso em 12/04/2017.

__________. TV Paga – Mapeamento. Disponível em: http://www.ancine.gov.br/media/SAM/Estudos/Mapeamento_TvPaga_Publicacao.pdf, acesso em 12/04/2017.

SIMIS, Anita. Estado e Cinema no Brasil. São Paulo: Annablume, 2008.

BENHAMOU, Françoise. A Economia da Cultura. São Paulo: Ateliê, 2007.

BRASIL, Lei 12.485/2011.

__________, MP 2.228-1/2001.

COELHO, Teixeira. Dicionário crítico de Política Cultural. Iluminuras, 2ª Edição, 1999.

CONSELHO SUPERIOR DO CINEMA, Consolidação da visão do Conselho Superior do Cinema sobre a construção de um marco regulatório do serviço de vídeo sob demanda, Disponível em: https://www.ancine.gov.br/sites/default/files/CSC%20-%20Consolida%C3%A7%C3%A3o%20Desafios%20VoD%2017%2012%2015_1.pdf, acesso em 12/04/2017.

EARP, Fábio Sá. O que é a economia do entretenimento. In: EARP, Fabio Sa (Org.). Pão e Circo – Fronteiras e perspectivas da Economia do Entretenimento. São Paulo: Palavra e Imagem, 2002.

FERRAZ JR, Tercio Sampaio. Introdução ao Estudo do Direito. São Paulo: Atlas, 2013.

GARCIA, Manuel Cuadrado; CONTRÍ, Gloria Berenguer. El consumo de servicios culturales. Valencia: Esic editorial, 2002.

LUCA, Luiz Gonzaga Assis de. Um novo cinema? – Cinema Digital. São Paulo: Fundação Padre Anchieta – Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, 2004.

MENDONÇA, Leandro. O documentário e a ocupação preguiçosa do mercado. In: Estudo de cinema - Socine - Sociedade brasileira de estudos de cinema e audiovisual. São Paulo: Annablume Editora, 2007.

MEYER, Maximiliano. A História da Netflix. Disponível em: https://www.oficinadanet.com.br/post/15898-a-historia-da-netflix, acesso em 12/04/2017.

NADER, Paulo. Introdução ao Estudo do Direito. Rio de Janeiro: Forense, 2014.

REALE, Miguel. Lições Preliminares de Direito. São Paulo: Saraiva, 2003.

Publicado
2017-08-29
Como Citar
FLIEGE DE LUCENA STUCKERT, G. VOD: o bom e velho mercado de vídeo doméstico. Revista GEMInIS, v. 8, n. 2, p. 04-15, 29 ago. 2017.