Narrativas, branding e consumo: um supersistema de intertextualidade transmídia brasileiro

  • Rafael Jose Bona FURB e UNIVALI
Palavras-chave: intertextualidade transmídia, Narrativa, branding, consumo, Os Trapalhões.

Resumo

Um dos primeiros estudos sobre transmídia é proveniente de Kinder, de 1991, ao constatar que as narrativas dos desenhos animados, veiculados na televisão dos EUA, eram construídas de forma hipertextual. Para este fenômeno, Kinder concebeu o conceito de intertextualidade transmídia. Nessa mesma época, no Brasil, pode-se afirmar que Os Trapalhões, grupo de humoristas formado por Didi, Dedé, Mussum e Zacarias, contribuiu para um supersistema transmídia brasileiro, por estar presente em diferentes plataformas de mídia. Foi dentro desse contexto que surgiu o objetivo deste trabalho: analisar os produtos de mídia derivados da televisão, como o cinema e os quadrinhos, de Os Trapalhões, a partir do conceito de intertextualidade transmídia proposto por Kinder. Os resultados constatam que esse fenômeno incentivava o consumo de suas obras, de outras narrativas de mídia e de produtos que levavam a marca do grupo e reforçavam as estratégias de branding do quarteto.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rafael Jose Bona, FURB e UNIVALI
Doutor em Comunicação e Linguagens pela Universidade Tuiuti do Paraná (UTP, 2016), com ênfase em Cinema e Audiovisual, Mestre em Educação pela Universidade Regional de Blumenau (FURB, 2007) e graduado em Comunicação Social - Publicidade e Propaganda (FURB, 2002). Atualmente é docente na área de Comunicação Audiovisual da UNIVALI - Universidade do Vale do Itajaí e da FURB - Universidade Regional de Blumenau. Integrante dos grupos Monitor de Mídia (UNIVALI/CNPq) e Comunicação Midiática (FURB/CNPq). Atua em pesquisas sobre intertextos de mídia e consumo com estudos direcionados para o audiovisual, quadrinhos e publicidade.

Referências

BARRETO, Juliano. Mussum forévis: samba, mé e Trapalhões. São Paulo: Leya, 2014.

COMIC book. Disponível em: http://media.comicbook.com/wp-content/uploads/2014/03/teenage-mutant-ninja-turtles-1987.jpg. Acesso em: 31 jul. 2016.

ECO, Umberto. Sobre espelhos e outros ensaios. 2a ed. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1989.

GENETTE, Gérard. Palimpsestos: a literatura de segunda mão. Belo Horizonte: Edições Viva Voz, [1982] 2010.

JENKINS, Henry. Cultura da convergência. 2a ed. São Paulo: Aleph, 2009.

KINDER, Marsha. Playing with power in movies, television, and video games: from Muppet Babies to Teenage Mutant Ninja Turtles. California (USA): University of California Press, Ltd, 1991.

OS Trapalhões.net. Disponível em: http://www.ostrapalhoes.net/o-psit-/produtos/acessorios/kit-de-aniversario/. Acesso em: 16 ago. 2016a.

______. Disponível em: http://www.ostrapalhoes.net/o-psit-/produtos/bonecos/. Acesso em: 16 ago. 2016b.

SANTOS, Roberto Elísio dos. Aspectos da linguagem, da narrativa e da estética das histórias em quadrinhos: convenções e rupturas. In.: VERGUEIRO, Waldomiro; SANTOS, Roberto Elísio dos. A linguagem dos quadrinhos: estudos de estética, linguística e semiótica. São Paulo: Criativo, 2015, p. 22-47.

ZECA gibis. Disponível em: http://zecagibis.blogspot.com.br, acessado em 31 jul. 2016.

Publicado
2017-12-18
Como Citar
BONA, R. Narrativas, branding e consumo: um supersistema de intertextualidade transmídia brasileiro. Revista GEMInIS, v. 8, n. 3, p. 168-183, 18 dez. 2017.