FANFICTION E FICÇÃO SERIADA TELEVISIVA: PRÁTICAS DA CULTURA PARTICIPATIVA EM MALHAÇÃO

  • Wesley Pereira Grijó UFSC
  • Taluana Panizza UFSC
Palavras-chave: Fanfiction, Malhação, Cultura participativa

Resumo

O estudo tem como objetivo analisar as fanfictions de Malhação - Sonhos, visando conhecer as experiências narrativas realizadas pelos fãs e como estas dialogam a narrativa original. A pesquisa tem abordagem qualitativa, com pesquisa bibliográfica e coleta de dados realizada em comunidade online por meio da pesquisa documental. As informações coletadas são estudadas a partir de procedimentos inspirados na Análise de Conteúdo. Nos resultados, percebe-se a liberdade do fã para expandir a narrativa televisiva a partir de seu ponto de vista, focando principalmente nas personagens com as quais mantém vínculo afetivo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Wesley Pereira Grijó, UFSC
Professor Adjunto do Departamento de Ciências da Comunicação da Universidade Federal de Santa Maria, Campus Frederico Westphalen. Doutor em Comunicação e Informação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Coordenador do Núcleo de Audiovisual, Imagens técnicas e Práticas socioculturais (CNPq/UFSM), através do qual
Taluana Panizza, UFSC
Bacharel em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Maria, Campus Frederico Westphalen. Integrante do Núcleo de Audiovisual, Imagens técnicas e Práticas socioculturais (CNPq/UFSM).

Referências

BARDIN, L. Análise de conteúdo. 1 ed. São Paulo: Edições 70, 2011.

BORELLI, S. H. Telenovelas brasileiras: balanços e perspectivas. São Paulo em perspectiva, v. 15, n. 3, p. 29-36, 2001.

BRANDÃO, C. A radicalização de Beto Rockfeller: o discurso contemporâneo da telenovela brasileira. In: COUTINHO, I.; SILVEIRA, P. (Org). Comunicação: tecnologia e identidade. Rio de Janeiro: Mauad, 2007.

CAMPANELLA, B. “História da Televisão no Brasil” (resenha). Matrizes, São Paulo, v. 4, n.2, p. 253-259, jan./jun. 2011.

CASTRO, G. Notas sobre a inserção da telenovela brasileira na cibercultura. Comunicación: revista Internacional de Comunicación Audiovisual, Publicidad y Estudios Culturales, n. 10, p. 32-41, 2012

ELEÁ, I. Fanfiction and webnovelas. The digital reading and writing of brazilian adolescent girls. In: Karen Ross (ed.). The handbook of gender, sex, and media. First Edition. John Wiley & Sons Ltd., 2012.

FARIAS COELHO, P. M. Risco no disco: um estudo de caso da web novela brasileira. Cuadernos. info, n. 34, p. 197-210, 2014.

FRAGOSO, S.; RECUERO, R.; AMARAL, A. Métodos de pesquisa para internet. Porto Alegre: Sulina, 2015.

JACKS, N. et al. Telenovela em plataformas multimidiáticas: análise de uma experiência brasileira. Estudos em Comunicação. n. 10, pp. 279-296, Dez. 2011.

JENKINS, H. Cultura da convergência. 2 ed. São Paulo: Aleph, 2009.

LÉVY, P. A inteligência coletiva: por uma antropologia do ciberespaço. 3a edição. São Paulo: Edições Loyola, 2000.

LÉVY, P. Cibercultura. 2 ed. São Paulo: Editora 34, 1999.

LOPES, M I. V. (org.) Por uma teoria de fãs da ficção televisiva brasileira. Porto Alegre: Sulina 2015.

LOPES, M I. V. Telenovela Brasileira: uma narrativa sobre a nação. Comunicação & Educação, São Paulo, v. 9, n, 26, p.17-34, jan./abr. 2003.

LOPES, M I. V. Telenovela como recurso comunicativo. Matrizes, São Paulo. Ano 3, n. 1, p. 21-47, ago./dez. 2009.

ORTIZ, R.; BORELLI, S. H.; RAMOS, J. M. Telenovela: história e produção. São Paulo: Editora Brasiliense, 1989.

PALOMINO, P. A cultura fandom e os fanfictions. Métricas para analisar a recepção dos fãs aos jogos eletrônicos: o caso Mass Effect 3. XVIII Congresso de Ciências da Comunicação na Região Sudeste, Bauru – SP. 2013, Anais... Bauru: Universidade Estadual Paulista, 2013.

PEREIRA, S. O teleteatro da TV Tupi de São Paulo: origens e contribuições na teledramaturgia nacional. 2004. Tese de Doutorado (Programa de Pós-Graduação em Ciências da Comunicação). Departamento de Comunicações e Artes, Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo, São Paulo, 2004.

PRIMO, A. O aspecto relacional das interações na Web 2.0. E-compós, v.9, p. 3-21, 2007.

SÁ, S. P. Fanfictions, comunidades virtuais e cultura das interfaces. XXV Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação. Anais... Salvador/BA, 2002.

SANTOS, L; CALAÇA, G. Convergência, cultura participativa e inteligência coletiva natelevisão: avanços e desafios. Revista Panorama, edição online, v. 3, n. 1, jan/dez. 2013

SANTOS, P.; LUZ, C. Convergência Midiática: a nova televisão brasileira. Inovcom, v. 5, n. 2, p. 21-37, 2013.

SÁ-SILVA, J.; ALMEIDA, C.; GUINDANI, J. Pesquisa documental: pistas teóricas e metodológicas. Revista Brasileira de História & Ciências Sociais, ano 1, n.1, jul. 2009.

SOUZA, E. A ficção seriada diante da Convergência Tecnológica e midiática. Geminis, ano 1, n. 1, p. 31-42, 2010.

Publicado
2017-07-19
Como Citar
PEREIRA GRIJÓ, W.; PANIZZA, T. FANFICTION E FICÇÃO SERIADA TELEVISIVA: PRÁTICAS DA CULTURA PARTICIPATIVA EM MALHAÇÃO. Revista GEMInIS, v. 8, n. 1, p. 126-150, 19 jul. 2017.