Comunicação e consumo nas wearable technologies

  • Vicente Martin Mastrocola ESPM, São Paulo
  • Gilesa G. S. Castro ESPM, São Paulo
Palavras-chave: comunicação e consumo, cibercultura, wearable technology

Resumo

Tendo em vista a centralidade das relações entre comunicação, consumo e tecnologia,este artigo examina determinados dispositivos digitais que se hibridizam ao corpohumano e que se situam na categoria das wearable technologies. Como parte de projetode pesquisa doutoral em andamento, discutimos como o entrelaçamento de diversosobjetos tecnológicos está reconfigurando o cotidiano e gerando novas possibilidades parapensarmos as materialidades da comunicação e do consumo. Neste contexto não nosatemos a um device específico. Procuramos refletir, de maneira ampla, sobre diferentesintegrações entre humano e não humano, ponderando sobre o que constitui o campo dastecnologias vestíveis e discutindo como elas hoje participam das estratégias derelacionamento entre marcas/empresas e seus consumidores.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Vicente Martin Mastrocola, ESPM, São Paulo
Doutorando em Comunicação e Práticas de Consumo (ESPM, São Paulo).
Gilesa G. S. Castro, ESPM, São Paulo
Docente do PPGCOM ESPM (São Paulo).

Referências

ANTUNES, Amanda; PEREIRA, Cláudia. Publicidade e interatividade: tecnologia e juvenilização no cenário contemporâneo da comunicação. Em: BARROS, Carla; PEREIRA, Cláudia; ROCHA, Everardo (orgs.). Cultura e experiência midiática. Rio de Janeiro: Editora PUC-Rio: Mauad, 2014, p. 83-101.

APPADURAI, Arjun. Disjunção e diferença na economia cultural global. IN: FEATHERSTONE, Mike (coord.). Cultura global: nacionalismo, globalização e modernidade. Petrópolis, RJ: Vozes, 1999, p. 311-327.

BOYD, Danah. Social network sites as networked publics: affordances, dynamics, and implications. IN: PAPACHARISSI, Zizi (ed.). A networked self: identity, community and culture on social network sites. New York: Routledge, 2011, p. 39-58.

CASTRO, Gisela. Comunicação e consumo nas dinâmicas culturais do mundo globalizado. pragMATIZES - Revista Latino Americana de Estudos em Cultura, Ano 4, n. 6, Rio de Janeiro, março 2014, p. 58-71.

CASTRO, Gisela G. S. Screenagers: entretenimento, comunicação e consumo. IN: BARBOSA, Livia (org.). Juventudes e gerações no Brasil contemporâneo. Porto Alegre: Sulina, 2012, p. 61-77,

CASTRO, Gisela G. S. Entretenimento, sociabilidade e consumo nas redes sociais: cativando o consumidor-fã. Revista Fronteiras – Estudos Midiáticos, Ano 14, n.2, Porto Alegre, maio/agosto 2012a, p. 133-140. D

AVIS, A. Promotional culture: the rise and spread of advertising, public relations, marketing and branding. Bristol: Polity, 2013.

FORTUNATI, Leopoldina. The human body: natural and artificial technology. IN: KATZ, James. Machines that becomes us: the social context of personal communication technology. Londres: Transaction Publishers, 2007, p.71-87.

FRANKLIN, Marianne I. Digital dilemmas: power, resistance, and the internet. Oxford: Oxford University Press, 2013.

GARCIA CANCLINI, Néstor. Consumidores e cidadãos. Rio de Janeiro: UFRJ, 2005.

GIBSON, William. Neuromancer. São Paulo: Aleph, 2003.

KERCKHOVE, Derrick de. A pele da cultura: investigando a nova realidade eletrônica. São Paulo: Annablume, 2009.

LACERDA, Juciano de Sousa. Caminhos labirínticos para pensar os objetos tecnoinformacionais. Em: MALDONADO Alberto Efendy. et al. Metodologias de pesquisa em comunicação: olhares, trilhas e processos. Porto Alegre: Sulina, 2011, p.113-133.

LEMOS, André. A comunicação das coisas: teoria ator-rede e cibercultura. São Paulo: Annablume, 2013.

MCCARTNEY, Scott. ENIAC: the triumphs and tragedies of the world’s first computer. New York: Berkley Pub Group, 2001.

PRIMO, Alex. Interações mediadas e remediadas: controvérsias entre as utopias da cibercultura e a grande indústria midiática. Em: PRIMO, Alex (org). Interações em rede. Porto Alegre: Sulina, 2013. p.13-32.

RETTBERG Jill Walker. Seeing ourselves through technology: how we use selfies, blogs and wearable devices to see and shape ourselves. New York: Palgrave Macmillan, 2014.

RICHMOND, Shane. Computerised you: how wearable technology will turn us into computers. New York: Smashwords Edition, 2013.

SANTAELLA, Lucia. Intersubjetividade nas redes digitais: repercussões na educação. IN: PRIMO, Alex (org). Interações em rede. Porto Alegre: Sulina, 2013. p.33-47.

SASSATELLI, Roberta. Consumer culture: history, theory and politics. London: Sage, 2010.

SBARDELOTTO, Moisés. Entrevista com Lúcia Santaella. Revista do Instituto Humanitas Unisinos, IHU On-line, vol. 11, n. 381, novembro de 2011.

SLATER, Don. Cultura do consumo & modernidade. São Paulo: Nobel, 2002. SIBILIA, Paula. O homem pós-orgânico: corpo, subjetividade e tecnologias digitais. Rio de Janeiro: Relume Dumará, 2002.

SIMONDON, Gilbert. Cultura e técnica. Nada, vol. 4, n. 11, Lisboa, maio 2008. p. 169-175.

SIMONDON, Gilbert. On the mode of existence of technical objects. Disponível em < http://dephasage.ocular-witness.com/pdf/SimondonGilbert.OnTheModeOfExistence.pdf >. Acesso em 2/2015.

STIEGLER, Bernard. Teleologics of the snail: the errant self wired to a WiMax network. Theory, Culture & Society, vols. 2–3, n. 26, 2009, p. 33–45.

VERNE, Júlio. Vinte mil léguas submarinas. São Paulo: Penguin-Cia das Letras, 2014.

REFERÊNCIAS FILMOGRÁFICAS

The Matrix. The Wachowski Brothers. EUA, Warner Bros., 1999. 136 min.

The Matrix Reloaded. The Wachowski Brothers. EUA, Warner Bros., 2003. 138 min.

The Matrix Revolutions. The Wachowski Brothers. EUA, Warner Bros., 2003. 129 min.

Publicado
2015-12-11
Como Citar
MARTIN MASTROCOLA, V.; G. S. CASTRO, G. Comunicação e consumo nas wearable technologies. Revista GEMInIS, v. 6, n. 2, p. 130-147, 11 dez. 2015.
Seção
Abordagens Multiplataformas