O novo homem e o hibridismo na série 24 Horas

  • Silvio Luiz Titato UFSCar
Palavras-chave: gênero, televisão, narrativa seriada.

Resumo

Esse trabalho tem por objetivo mostrar a transformação da sociedade e da postura da mulher e do homem, e como a televisão, no caso, a série 24 Horas, aponta essa transformação de forma implícita que desvendarei através de uma análise e comparações. Exemplo disso é como Jack Bauer, apesar de homem alfa, acaba, por muitas vezes sendo pressionado pelas situações a demonstrar suas emoções, lembrando o melodrama, uma fusão do melodrama com o suspense e a ação. A televisão, através deste hibridismo, nos mostra que a sociedade está em transformação e o homem e a mulher atuais assumem posturas cada vez mais semelhantes. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Silvio Luiz Titato, UFSCar
Graduação: Letras - Faculdades de Educação São Luís da cidade de Jaboticabal (SP) noperíodo de 2000 a 2002. Pós-graduação (lato Sensu): Metodologia em ensino-aprendizagem em línguaportuguesa – Faculdades de Educação São Luís no ano de 2003. Aluno especial na disciplina “O seriado Televisivo” – Ufscar no segundo semestre de 2009.

Referências

MCPHERESON, Tara. Technosoap: 24, Masculinity and Hybrid Form. In: PEACOCK, Steven. Reading 24: TV Against the Clock. I.B. Taurus: New York, 2007.

OLIVEIRA, Malu. Homem e mulher a caminho do século XXI. São Paulo: Ática, 1997. Revista Veja.

Como Citar
LUIZ TITATO, S. O novo homem e o hibridismo na série 24 Horas. Revista GEMInIS, v. 1, n. 1, p. 267-275, 11.