Estratégias discursivo textuais presentes em narrativas transmídia

  • Renata Moschiar Papadópoli Ramos Universidade de Franca
  • Naiá Sadi Câmara Universidade de Franca
Palavras-chave: Narrativa Transmídia, Linguística Textual, Intertextualidade

Resumo

Vivemos em um período de intensas transformações proporcionadas pelos avanços tecnológicos. Nesse cenário, surgem novas formas de comunicação: novas estruturas discursivo-textuais, novas formas de produção, de interação e veiculação. O processo de narrativas transmídia é um exemplo oriundo desse cenário. Caracterizam-se por narrativas expandidas por diferentes plataformas de mídias a fim de gerar colaboração, participação e interação do interlocutor. Levando em consideração a amplitude e abrangência das estratégias transmidiáticas, este artigo apresenta uma análise de uma narrativa transmídia do ponto de vista da sua produção, com o objetivo de identificar e caracterizar suas estratégias discursivo -textuais com base nos conceitos da área da comunicação, sobretudo por meio de estudos de Henry Jenkins (2009) sobre narrativas transmídia e da Linguística Textual, principalmente os estudos de Koch (2011) acerca dos fatores de textualidade, com destaque para o conceito de intertextualidade, base do processo de produção transmídia. Nossa investigação se justifica já que se propõe a realizar um estudo mais abrangente em relação às novas formas de produção textual que surgem na atualidade, pois grande parte das pesquisas se encontram no âmbito de análise de textos digitais, isto é, hipertextos, e uma narrativa transmídia compreende além de textos para plataformas de mídia digitais, textos para plataformas de mídia impressa, eletrônica, entre outras.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Renata Moschiar Papadópoli Ramos, Universidade de Franca
Mestre em Linguística pela Universidade de Franca.
Naiá Sadi Câmara, Universidade de Franca
Professora Orientadora da Universidade de Franca, Doutora em Linguística e Língua Portuguesa.

Referências

BAKHTIN, M. Marxismo e filosofia da linguagem: problemas fundamentais do método sociológico na ciência da linguagem. São Paulo: Hucitec, 1986.

_____. Estética da criação verbal. São Paulo: Martins Fontes, 1992.

_____. Estética da criação verbal. 5º edição. São Paulo: Editora WMF Martins Fontes, 2010.

BARROS, Diana L. Pessoa de, FIORIN, José Luis (org). Dialogismo, Polifonia, intertextualidade. São Paulo: Edusp, 2003.

BENTES, Anna Christina. Linguística Textual. In: MUSSALIN, Fernanda. BENTES, Anna Christina (orgs.). Introdução à Linguística: domínios e fronteiras, v. 1. 8 ed. São Paulo: Cortez, 2008.

BEAUGRANDE, R.-A. de & DRESSLER, W. Introduction to text linguistics. London: Longman, 1981.

BRAIT, Beth. PISTORI , Maria Helena Cruz. A produtividade do conceito de gênero em Bakhtin e o Circulo. Alfa, São Paulo, 56 (2): 371-401, 2012.

CAVALCANTE, Mônica Magalhães. Os sentidos do texto. São Paulo: Contexto, 2012.

______. Função Discursiva dos Elos Coesivos referenciais. Anais do 5º Encontro do Celsul, Curitiba-PR, 2003.

CHAROLLES, Michel. Introdução aos problemas da coerência dos textos. In: GALVES, Charlotte; ORLANDI, Eni e OTONI, Paulo

(orgs.). O texto: escrita e leitura. Campinas: Pontes, 1988.

CHRISTOFE, L. Intertextualidade e plágio: questões de linguagem e autoria. Tese de doutorado, IEL/UNICAMP, 1996.

CORRÊA, Manoel Luiz Gonçalves. Linguagem e comunicação social. São Paulo: Parábola, 2002.

DAVIDSON, Drew. Cross-Media Communications: an Introduction to the Art of Creating Integrated Media Experiences, 2010.

DENA, Christy. Transmedia Pratice: Theorising the Practice of Expressing a Fictional World across Distinct Media and Environments, 2009 [A thesis submitted in fulfilment of the requirements for the Degree of; Doctor of Philosophy (PhD); School of Letters, Art and Media Department of Media and Communications.

FÁVERO, L. L., KOCH, I . G. V. Critérios de textualidade. Veredas, v. 104, p. 17-34,1985.

______. Linguística textual: introdução. 2 ed. São Paulo: Cortez, 1988.

FIORIN, Jose Luiz. Polifonia textual e discursiva. In: BARROS, Diana L. P., FIORIN, Jose Luiz. (org). Dialogismo, polifonia e intertextualidade. São Paulo. Edusp, 2003.

GOMES, J., Creators of Transmedia Stories. Entrevista concedida ao site The Narrative Design Exploratorium. Disponível em: http://narrativedesign.org/2009/09/creators-of-transmedia-stories-3-jeff-gomez/. Acesso em: 01 fev 2010.

GOSCIOLA, Vicente. Roteiro para as Novas Mídias. 3ª ed. Senac, 2010

JENKINS, Henry. Cultura da convergência. São Paulo, Aleph: 2009.

KOCH, Ingedore Grunfeld Villaça. Desvendando os segredos do texto. 2. ed. São Paulo: Cortez, 2003.

______. O texto e a construção dos sentidos. 9 ed. São Paulo: Contexto, 2008.

______. Ler e escrever: estratégias de produção textual. 2. Ed. São Paulo: Contexto 2011.

KOCH, Ingedore Villaça; ELIAS, Vanda Maria. Ler e Compreender os sentidos do texto. 2 ed. São Paulo: Contexto, 2006.

KOCH, I. G. V.; BENTES, A. C.; CAVALCANTE, M. M. Intertextualidade: diálogos possíveis. São Paulo: Cortez, 2008.

LÉVY, Pierre. Cibercultura. São Paulo: Editora 34, 1999.

MAINGUENEAU, Dominique. Análise de textos de comunicação. 3ª Ed. São Paulo: Cortez, 2004.

MARCUSCHI, Luiz Antonio. Linguística de texto: o que é e como se faz? São Paulo: Parábola Editorial, 2012.

_______. Produção textual, análise de gêneros e compreensão. São Paulo: Parábola Editorial, 2008.

Publicado
2014-12-10
Como Citar
RAMOS, R. M. P.; CÂMARA, N. S. Estratégias discursivo textuais presentes em narrativas transmídia. Revista GEMInIS, v. 5, n. 3, p. 123-141, 10 dez. 2014.