Tufão e a literatura. Parte da trama ou estratégia para a construção da personagem?

  • Maria Ignês Carlos Magno USP
Palavras-chave: Telenovela, Literatura, Personagem

Resumo

O texto propõe um estudo da personagem Tufão na telenovela Avenida Brasil (2012). Interessa acompanhar como essa personagem foi construída na trama de um roteiro que parte de uma estrutura clássica e vai deslocando, invertendo e subvertendo a estrutura original. O recorte do estudo para esse texto é o da personagem e a literatura introduzida na trama. O foco de reflexão é o de tentar entender se a inserção da literatura é apenas parte da trama ou uma estratégia para a construção da personagem.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria Ignês Carlos Magno, USP
Professora titular do Mestrado em Comunicação da Universidade Anhembi Morumbi. Doutora em Ciências da Comunicação pela ECA/USP.

Referências

BENJAMIN, Walter. A imagem de Proust. In: Obras Escolhidas. Magia e Técnica, Arte e Política. São Paulo: Editora Brasiliense, 1985.

BOSI, Alfredo. Machado de Assis. O enigma do olhar. São Paulo: VMF Martins Fontes, 2007.

______. Entre a literatura e a história. São Paulo: Editora 34, 2013.

BRADBURY, Malcolm. O Mundo Moderno. Dez grandes escritores. São Paulo: Companhia das Letras, 1989.

CANDIDO, Antonio. A personagem de ficção. São Paulo: Editora Perspectiva, 1987.

CARNEIRO, João Emanuel. O país dos ricos de alma pobre. Entrevistador: Marcelo Marthe. Revista Veja. Ed. 2276, ano 45, n.27, 4 jul. 2012, p.17-21. Entrevista.

DOSTOIÉVSKI, Fiódor. Memórias do Subsolo. São Paulo: Editora 34, 2009.

QUEIRÓS, Eça de. O Primo Basílio. São Paulo: O Estado de São Paulo, Klick Editora, 1997.

PAMUHK, Orhan. O romancista ingênuo e o sentimental. São Paulo: Companhia das Letras, 2011.

REIS, Carlos & LOPES, Ana Cristina M. Dicionário de Narratologia. Coimbra, Portugal: Livraria Almedina, 2000.

SOUZA, Leonardo Cruz de. & MENDES, Mirian Fabíola Stuart Gurgel. Príncipe Liev Nikoláievitch Míckin e a síndrome de personalidade interictal na epilepsia do lobo temporal. Arquivo Neuro-Psiquiátrico. V.62. São Paulo, june 2004.

Publicado
2014-07-10
Como Citar
CARLOS MAGNO, M. I. Tufão e a literatura. Parte da trama ou estratégia para a construção da personagem?. Revista GEMInIS, v. 5, n. 1, p. 71-85, 10 jul. 2014.