El 23-F: análise de uma minissérie

  • Flavio Pereira USP
Palavras-chave: El 23-F, El Día Más Difícil del Rey, memória coletiva, franquismo, transição.

Resumo

Em 23 de fevereiro de 1981 ocorreu a tentativa de golpe militar que marcou o fim da transição do franquismo para a democracia na Espanha. 30 anos depois, o evento e seus antecedentes são recriados em narrativas literárias e audiovisuais. Este trabalho propõe a análise de “23-F: El Día Más Difícil del Rey”, exibido em dois capítulos pela RTVE em 2009. Para isso, coteja-o com outras produções contemporâneas para verificar como respondem ao desejo de memória da sociedade espanhola contemporânea.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Flavio Pereira, USP
Mestre em Letras pela UNESP/Assis. Doutorando em Literatura Espanhola pela FFLCH/USP. Professor de Cultura e Literaturas Hispânicas na Licenciatura em Letras da Unioeste, campus de Foz do Iguaçu.

Referências

AGUILAR FERNÁNDEZ, P. Memoria y olvido de la guerra civil española. Madrid: Alianza, 1996.

CERCAS, J. Anatomía de un instante. Barcelona: Mondadori, 2009.

COLMEIRO, José F. Memoria histórica e identidad cultural: de la postguerra a la postmodernidad. Barcelona: Anthropos, 2005.

MARCO, V. MARCO, V. “Um pacto de silêncio: a transição espanhola.” In: COGGIOLA, O. (Org.). Espanha e Portugal: o fim das ditaduras. São Paulo: Xamã, 1995, p. 111-119.

JULIÁ, S. et al. La España del siglo XX. Ed. Actualizada. Madrid: Marcial Pons, 2007.

JULIÁ, S. (org.). Memoria de la guerra y del franquismo. Madrid: Taurus, 2006.

Publicado
2014-07-10
Como Citar
PEREIRA, F. El 23-F: análise de uma minissérie. Revista GEMInIS, v. 5, n. 1, p. 86-95, 10 jul. 2014.