A experiência lean forward da TV social

  • Sheron Neves SPM-Sul / PUCRS
Palavras-chave: TV Social, Mídias Sociais, Segunda Tela, Engajamento, Comportamento da Audiência

Resumo

A possibilidade de assistir TV conversando simultaneamente nas redes sociais trouxe de volta a cultura do “assistir em tempo real” (em inglês, appointment television). Aumentam assim as chances do público ser atingido pelos comerciais dos patrocinadores, o que torna a TV social uma excelente aliada das emissoras e anunciantes. Este é o argumento central do livro: ao se valer de estratégias que engajem e recompensem quem assiste um programa durante sua transmissão (aplicativos de segunda tela, hashtags promocionais, conteúdo complementar), profissionais de marketing têm em mãos uma ferramenta nova que explora um hábito antigo: conversar em frente à TV.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Sheron Neves, SPM-Sul / PUCRS
Mestre em História do Cinema e da TV pela Birkbeck, University of London. Pesquisa televisão e convergência, narrativa transmídia, comportamento da audiência e branding televisivo. Leciona na ESPM-Sul e na PUCRS.

Referências

BULKELEY, William M. Ten Breakthrough Technologies. MIT Technology Review, mai./jun. 2010. Disponível em: http://www2.technologyreview.com/article/418541/tr10-social-tv/ Acesso em: 21 abr. 2012.

EDELSBURG, Natan. Inside the Social TV book, now available for pre-order. Lost Remote, 22 nov. 2011. Disponível em: http://www.lostremote.com/2011/11/22/the-social-tv-book-is-available-for-pre-order/ Acesso em: 10 abr. 2013.

EPSTEIN, Michael, REEVES, Jimmie e ROGERS, Mark. Rewriting Popularity: The Cult Files. In: CARTWRIGHT, M., HAGUE A. e LAVERY, D. (Eds.). Deny All Knowledge: Reading the X-Files. London: Faber & Faber, 1996. p. 22-35.

_________. The Sopranos as HBO Brand Equity. In: LAVERY, D. (Ed.). This Thing of Ours: Investigating The Sopranos. New York: Wallflower, 2002. p. 42-57.

JENKINS, Henry. Cultura da Convergência. São Paulo: Aleph, 2008.

JOHNSON, Steve. Tudo que é ruim é bom para você: como os games e a TV nos tornam mais inteligentes. Rio de Janeiro: Zahar, 2012.

KASTELEIN, Richard. Future of the TV industry. Palestra, Encontro Internacional da Televisão, Instituto de Estudos de Televisão, IETV, Rio de Janeiro, 22 nov. 2011.

NEVES, Sheron. Consuming Sex and The City: female fandom and ancillary products in the age of television branding, 2005. Dissertação (Mestrado em História do Cinema e da TV) Department of History of Art and Screen Media, Birkbeck, University of London, 2005.

NIELSEN, Jakob, Writing Style for Print vs. Web. Nielsen Norman Group. 9 jun. 2008. Disponível em: http://www.nngroup.com/articles/writing-style-for-print-vs-web/ Acesso em: 15 Jan 2013.

Pesquisa: Brasileiro consome 20 horas semanais de TV. Exame, 16 abr. 2013. Disponível em: http://exame.abril.com.br/tecnologia/noticias/brasileiro-consome-20-horas-semanais-de-tv Acesso em: 17 abr. 2013.

SAWAIA, Juliana. Ibope Nielsen Online: novos fenômenos e co-criação nas novas mídias. Palestra, Associação Brasileira de Anunciantes, ABA, São Paulo, 15 mai. 2012.

VANDERBILT, Tom. The Nielsen family is dead. Wired, abr. 2013 (edição para iPad).

Publicado
2013-08-11
Como Citar
NEVES, S. A experiência lean forward da TV social. Revista GEMInIS, v. 4, n. 1, p. 244-250, 11 ago. 2013.
Seção
Espaço Convergente