The Last Silent Movie: Escritura e desaparição na obra de Susan Hiller

  • Angie Biondi UFMG
  • Paulo Bernardo Vaz UFMG
Palavras-chave: Visibilidade, Política, Imagem

Resumo

Qual imagem poderia assumir a extinção de um povo? Qual palavra poderia abarcar a condição ameaçada de uma língua? A obra de Susan Hiller tenta dar conta do entrelaçamento destas duas questões. Partindo da critica à lógica ocidentalizada de tudo mostrar e tudo ver das imagens que povoam o cotidiano, a obra percorre outra via: expor o gesto e sua produção paradoxal da visibilidade como invisibilidade. Nenhuma imagem é dada ao espectador, assim como nenhuma palavra é conhecida do leitor.  É na montagem híbrida que a ameaça e extinção das línguas e dos povos adquire uma forma que interroga os próprios modos de sua exposição como desaparecimento.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Angie Biondi, UFMG
Doutoranda. Programa de Pós Graduação em Comunicação Social. Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas, UFMG. GRIS - Grupo de Pesquisa em Imagem e Sociabilidade.
Paulo Bernardo Vaz, UFMG
Doutor em Ciências da Educação e da Comunicação pela Université de Paris Nord; Professor adjunto do Departamento de Comunicação Social da UFMG

Referências

ARENDT, Hannah. Responsabilidade e julgamento. São Paulo: Companhia das Letras, 2004.

______. A vida do espírito. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2009.

ASSY, Bethânia. Prolegomenon for an ethics of visibility in Hannah Arendt. Kriterion. Belo Horizonte, n. 110, dez, 2004. 294-320p.

DERRIDA, Jacques. Mal de arquivo. 2001. Rio de Janeiro: Relume Dumará, 2001.

MAIA, Rousiley; CASTRO, Maria Céres Pimenta. Mídia, esfera pública e identidades coletivas. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2006.

RANCIÈRE, Jacques. A partilha do sensível. Estética e política. Rio de Janeiro: Editora 34, 2009.

Publicado
2013-08-11
Como Citar
BIONDI, A.; BERNARDO VAZ, P. The Last Silent Movie: Escritura e desaparição na obra de Susan Hiller. Revista GEMInIS, v. 4, n. 1, p. 198-205, 11 ago. 2013.
Seção
Abordagens Multiplataformas