Interatividade como Categoria de Análise sobre Convergência entre Televisão e Web

Maria Clara Aquino Bittencourt

Resumo


Diante da pluralidade teórica e a partir de uma crítica sobre a abrangência do conceito de convergência, elaborou-se uma solução conceitual estruturada em categorias analíticas para o estudo da relação entre televisão e web, contemplando os âmbitos técnico, social e cultural. Neste trabalho, o objetivo é abordar a interatividade como uma dessas categorias, e porque ela atua como pressuposto da convergência, ao mesmo tempo em que se trabalha com as subcategorias de participação e compartilhamento para entender nuances técnicas, sociais e culturais de trocas estabelecidas na produção, circulação e consumo midiáticos da televisão e da web.

Palavras-chave


interatividade; convergência; televisão; web.

Texto completo:

PDF

Referências


AQUINO, Maria Clara. Convergência entre Televisão e Web: proposta de categorização analítica. Tese de Doutorado. Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Informação da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Disponível na Biblioteca da Faculdade de Biblioteconomia e Comunicação Social da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Porto Alegre, 2012.

CANITTO, Newton. A Televisão na Era Digital: interatividade, convergência e novos modelos de negócio. Summus São Paulo: Editorial, 2010.

CAPPARELLI, Sérgio; LIMA, Venâncio, A. de. Comunicação e Televisão: desafios da pós-globalização. São Paulo: Hacker, 2004 (Coleção Comunicação &...).

FANTINATTI, Maria Sílvia. O que se vê na TV: análise do fluxo da programação da Rede Globo. Tese de Doutorado. Programa de Pós-Graduação em Comunicação Social. Pontifícia Universidade de São Paulo. São Paulo, 2009.

GALPERÍN, Hernan. Comunicación e Integración en la Era Digital: Un balance de la transición hacia la televisión digital en Brasil y Argentina. 2004. Disponível em

:http://www-rcf.usc.edu/~hernang/Telos.pdf. Acesso em: 18/02/2013.

JENKINS, Henry. Cultura da Convergência. São Paulo: Editora Aleph, 2008.

JENKINS, Henry; FORD, Sam; GREEN, Joshua. Spreadable Media: creating value and meaning in a networked culture. NYU Press, 2013.

JENSEN, Klaus Bruhn. Media Convergence: the three degrees of network, mass, and interpersonal communication. New York: Routledge, 2010.

KIELING, Alexandre Schirmer. Televisão: a presença do telespectador na configuração discursiva da interatividade nos programas de informação: a experiência do Fantástico. Tese de Doutorado. Programa de Pós-Graduação em Ciências da Comunicação da Universidade do Vale do Rio dos Sinos. Unisinos. São Leopoldo, 2009.

KLEIMAN, Ângela. Leitura: ensino e pesquisa. Campinas: Editora Pontes, 1989.

LEMOS, André. Anjos Interativos e Retribalização do Mundo: sobre interfaces digitais. 1997. Disponível em: http://www.facom.ufba.br/ciberpesquisa/lemos/interativo.pdf Acesso em: 22/02/2013.

LEMOS, André. Cibercultura. Tecnologia e Vida Social na Cultura Contemporânea. Porto Alegre: Editora Sulina, 2002.

MACHADO, Arlindo. A Arte do Vídeo. São Paulo: Editora Brasiliense, 1990.

MARTÍN-BARBERO, Jesús. Tecnicidades, identidades, alteridades: desubicaciones y opacidades de la comunicación en el nuevo siglo. In: MORAES, Dênis (Org.). Sociedad Midiatizada. Barcelona: Gedisa Editorial, 2007.

MILLER, Toby. A televisão acabou, a televisão virou coisa do passado, a televisão já era. In: FREIRE FILHO, João. A TV em Transição: Tendências de Programação no Brasil e no Mundo. Porto Alegre: Sulina, 2009.

MURRAY, Janet H. Hamlet no holodeck: o futuro da narrativa no ciberespaço. São Paulo:Itaú Cultural, 2003.

PAVLIK, John. Media in the digital age. New York: Columbia University Press, 2008.

PRIMO, Alex. Interação mediada por computador: comunicação, cibercultura, cognição.Porto Alegre: Editora Sulina, 2007.

RIBEIRO, Ana Paula Goulart, SACRAMENTO, Igor; ROXO, Marco. História da Televisão no Brasil: do início aos dias de hoje. São Paulo: Editora Contexto, 2010.

THOMSON, J.B. A mídia e a modernidade: uma teoria social da mídia. Rio de Janeiro: Editora Vozes, 1998.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais



ISSN: 2179-1465    |    Qualis: B2    |    Indexada em: SEER -  Periódicos CAPES -  DOAJ -  LivRe! -  LatindexDRJI - Diadorim - Sumários